terça-feira , 27 junho 2017
Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / Destaques / Governo do Amapá decide pagar o funcionalismo público estadual em duas parcelas.

Governo do Amapá decide pagar o funcionalismo público estadual em duas parcelas.

A primeira parcela do salário de março sai no dia 31 e a segunda apenas no dia 10 de abril.

Os secretários da área de planejamento do Estado do Amapá ficaram encarregados de comunicar aos funcionários estaduais que o salário do mês de março será parcelado.
O anúncio veio em nota publicada em site oficial no sábado, dia 26. No comunicando o governo alega que o agravamento da crise e recessão econômica resultou na queda da arrecadação no primeiro bimestre de 2016.
Está decidido que a primeira parcela será paga na quinta-feira,dia 31, e a segunda, no dia 10 de abril.
O governo informou que as perdas na arrecadação em janeiro e fevereiro chegaram a R$ 127 milhões, e em março a arrecadação já registra R$ 25 milhões a menos.
Na avaliação dos secretários Antônio Teles Júnior, do Planejamento, e Josenildo Abrantes, da Fazenda, a primeira parcela da folha de pessoal, correspondente a 60% da remuneração dos servidores efetivos e será paga na quinta-feira e a segunda parcela, correspondente a 40%, será depositada no dia 10 de abril.
No informe à imprensa o governo afirma que para os pagamentos dos meses de abril e maio, o governo espera a conclusão das projeções de arrecadação do próximo bimestre, para poder anunciar as datas de pagamento.
Já se tem a informação que técnicos da Secretaria de Estado da Fazenda, da Secretaria de Estado do Planejamento e da Secretaria de Estado da Administração trabalham com duas possibilidades: a primeira de um novo parcelamento; e a segunda de mudança na data de pagamento do funcionalismo, provavelmente para o dia 10 de cada mês, caso o cenário econômico não apresente mudanças positivas.
“O cenário de recessão observado no primeiro bimestre de 2015 manteve-se inalterado no mês de março deste ano, pois no primeiro decêndio do FPE (Fundo de Participação dos Estados) houve uma queda de R$ 16 milhões em relação ao mesmo repasse de 2015.  Só no mês de março o governo já acumula perdas na arrecadação de aproximadamente R$ 25 milhões”, reforçou o secretário Antônio Teles.

FOTO 3_750

O parcelamento do pagamento dos funcionários do Estado desagradou a todos os funcionários, familiares e comerciantes.

Um comentário

  1. é demais, alegar que o pagamento do funcionalismo estadual sofra com esses cortes no salário. o comércio, a segurança e saude e a educação vem se arrastando com falta d e investimentos e com mais essa, no fim do mê svai ser o golpe final no comercio local, enquanto isso, o governador , faz das suas, muitas, criando cargos comissionados, e outras irregularidades, e quer que o trabalhador pague pelos seus erros? Aliás como ficou o processo da operação mãos limpas? ficou tudo por isso memso? ja se prescreveu ? Quem foi culpado? quem foi incente?E o waldez aind adizia que ele era administrador e sabia como administrar as contas púbicas n estado…tomem na veia!! pra que elegeram…
    mais uma praga do sarney!! aliás sarna e com ele memso..dificil de sair!! (

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*