terça-feira , 27 junho 2017
Últimas Notícias
Você está aqui: Capa / Colunistas / CHOCADA E DECEPCIONADA

CHOCADA E DECEPCIONADA

Enquanto a população brasileira é bombardeada pelo que está sendo a “delação do fim do mundo” por aqui, no meio do mundo a população de dentro dos limites do Estado do Amapá está apreensiva com uma espécie de encurralamento a que está submetido a Administração Estadual.
Para escapar do julgamento antecipado do eleitor procura encontrar o lado mais frágil da população do Amapá na tentativa de modificar o modo de pensar do povo e desviar o olhar dessa população daquilo que ela está vendo, ficando cada vez mais chocada e decepcionada.
A insistência em procurar dar dimensão a pacotes promocionais, que se volta para, por exemplo, participar da oferta do peixe durante a Semana Santa, se apequena, cada vez mais a administração que deveria estar dando respostas com saídas para o desenvolvimento do local e com isso deixar que o mercado se firme conforme as suas leis e não com subvenções que deixam a porta aberta para a inflação nos preços de itens importantes da cesta básica.
O mais grave é que, como se sabe, o Estado não gera riqueza, o que gera riqueza é o investimento privado, através da criação de emprego e das oportunidades aos empreendedores que passam a trabalhar pela sociedade e, de quebra, produzindo divisas sob a forma de tributos.
Os descontos artificiais em preços acabam escamoteando a realidade: a subvenção ao preço final ao consumidor que, pelas razões óbvias, são pagas pelo próprio contribuinte, criando mais um bolsão de dificuldades para a Receita do Estado.
Enquanto isso os problemas se alinham assustando a mesma população que não se esquece das obras paradas (que poderiam estar gerando empregos), as iniciativas gerenciais (que poderiam estar apresentando o futuro às famílias) e tantas outras iniciativas que fortaleceriam a confiança e, ai sim, poderia melhorar a aceitação do Governo pela população que já está pensando, seriamente, em esquecer esses 22 anos em que o Estado é empurrado para traz com justificativas que não são aceitas por ninguém.
É preciso dar um basta nisso tudo! É preciso compreender que não existe sucesso sem um trabalho com planejamento que garanta à população, não só a vontade de colaborar, mas a indicação de que o futuro dos seus descendentes pode ser melhor.
Neste momento, infelizmente, não se pode acreditar no governante.

Josiel Alcolumbre

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*